01 julho 2009

KDE 4.4 disputará em pé de igualdade com windows?

Bom pessoal venho expor aqui uns pensamentos que estou tendo nos últimos 2 meses; O Linux em si está ficando realmente bom na parte de reconhecer as partes físicas de um computador, mas e na hora de um usuário iniciante tentar 'usa-la' será que ele realmente se sai bem? Tenho acompanhado a evolução do KDE e posso afirmar que a versão 4.3 (que está no seu RC 1), está plenamente usável e não só isso, com muitas vantagens em relação a serie 3.5. Nos meus testes o KDE 4.3 está realmente rápido, tanto da inicialização quanto no uso diário, sem conta que seu visual, nossa seu visual, está simplesmente fantástico. Mas porque então eu digo que só a versão 4.4 será realmente capaz de alavanca o uso do linux? Os programas. Acho que estamos chegando em um nível onde o 'sistema' já é plenamente funcional e com muitas vantagens em relação ao windows, o que falta agora são alguns programas atingirem uma maturidade melhor, tenho por exemplo:
  1. O cliente msn Kmess, alguem aqui já usou? É simplesmente perfeito, exceto por não suportar vídeo e áudio (que para uns é muito importante) e que está planejado para a versão 2.1 (atualmente ele se encontra na versão 2.0 beta 2).
  2. Koffice, atualmente se encontra na versão 2.0.1 e posso dizer uma coisa: Tem MUITO futuro, no seu estado atual ainda não é bate de frente com o OpenOffice mas acredito que na versão 2.1, agendada para o final do ano, isso comece a mudar.
  3. Konqueror/Arora: O konqueror é bom para alguns grupos mas as ultimamente estão surgindo muitas pessoas que estão clamando por mudanças, alguns pedem para ele mudar do khtml para o webkit, alguns pensam que ele deve se concentrar em adequa-lo ao internet atual, o que eu acho é que ou ele muda para o webkit (que tenho plena consciência que não é fácil e muito menos rápido), ou estará fadado ao fracasso. Em relação ao arora, se continua nesse ritmo se tornará o navegador padrão do KDE em pouco tempo, existem boatos que a próxima versão do Kubuntu, 9.10, já vai vir com ele instalado como padrão e configurado para ser o padrão.
  4. K3b: Que foi considerado por muito tempo o melhor programa de gravação/edição de cd/dvd para o Linux, inclusive com alguns falando que até no windows ele tem suas vantagens em relação ao todo poderoso Nero. Está atualmente na sua versão 1.6 alpha, e já é possível fazer varias coisas com ele com uma determinada estabilidade, acredito que daqui ao final do ano será lançada outra versão que se estabilizar um pouco mais o código ele poderá ter de volta o titulo de melhor software de gravação/edição de cd/dvd do Linux.
Lógico que para esses programas se desenvolverem depende de tempo, e por isso eu disse que o KDE 4.4 será o ideal, pois ele combinará o lançamento do QT 4.6, que tem grandes melhorias, inclusive porque essa será a primeira versão com apoio integral da comunidade, juntamente com alguns lançamentos importantes como o Koffice e acredito que o Kmess. Daqui até o final do o Windows 7 será lançado e novamente o Linux tem que correr atrás do 'prejuízo', mas acredito que no inicio do ano que vem teremos um cenário de mais igualdade entre os dois principais sistemas operacionais, tirando o MAC OS, pois praticamente é restrito ao hardware da Apple. Se vocês repararem bem só citei programas específicos do KDE, mas que rodam em outros desktop management, pois uma coisa que prezo muito é a integração, coisa que o KDE e os seus programas tem conseguido fazer ultimamente Reparem que citei programas de uso comum e nenhum de nincho, pois acredito que eles estão em um grupo distinto com necessidades distintas e para esses o que importa são novamente os programas, se o Linux tiver os programas certos vence, se o Windows tiver vence, se o Mac os tiver vence também. Bom pessoal essa é minha opinião, alguém mais concorda? Discorda? Vamos debater.

1 comentários:

"RPM - THE FUGITIVE" disse...

Eu concordo plenamente contigo, acho que o público específico depende do tipo de SO e a grande maioria, usuário de Orkut e MSN, pode ficar com qualquer SO, inclusive o LINUX, como nós usamos, sem nenhum problema.

Postar um comentário